19 de setembro de 2012

{Receita} Cupcakes com gotas de chocolate



Hello! I’m back! :]

Noooossa... fiquei devendo as receitas dos cupcakes do niver da minha irmã não foi? Pois é... eu estava sem tempo de passar a limpo, mas como sei que tem gente esperando ansiosa essas receitas, assim que arrumei um tempinho vim aqui correndo postar! :P
Aviso de antemão que cupcakes são deliciosos mini bolinhos que servem como ótimos substitutos para o bolo tradicional ou como lembrancinhas em eventos. No entanto/todavia/entretantoooooo... não vou mentir e dizer que eles não dão trabalho. Dão trabalho sim! A massa em si não tanto, mas dividir a massa nas forminhas, retirar todas, rechear e cobrir um por um cupcake... affy! Depois que termino de fazer uma fornada inteira de cupcake estou morta, massss... realizada! Eles ficam lindos e gostosos, quem não ligar para o trabalho vale a pena testar em casa! Aviso dado, vamos seguir! hehehe
Recapitulando o post anterior - no niver da minha irmã eu fiz 3 receitas diferentes de cupcakes:
a) Cupcake de massa branca e gotas de chocolate coberto de brigadeiro
b) Cupcake de chocolate com massa amanteigada, recheio de brigadeiro e cobertura de leite moça cremoso
c) Cupcake de chocolate com massa extrachocolate, recheio de leite moça sabor chocolate cremoso e cobertura de brigadeiro


Aos poucos, vou postando aqui as receitas, comentários do passo a passo e dicas sobre coberturas e utensílios.
Hoje eu vou ensinar a fazer a massa do cupcake de gotas de chocolate.
Segredinho! Na minha cidade, algumas lojas especializadas em produtos de confeitaria e artigos para festa costumam oferecer diversos cursos e aulas de culinária, ensinando sobre uma infinidade de receitas e dando dicas principalmente para quem quer fazer para vender. Muitas pessoas vão lá aprender receitas para vender (e eu vou lá aprender para fazer e comer! hehehe). Pois bem... peguei essa receita de cupcake numa dessas aulas. Digo logo que alguns dos cupcakes vendidos por ai usam essa receita como base (e só modificam pouca coisa), então... para quem gosta de cupcake e costuma comprar, vale a pena anotar essa receita e testar em casa!
Vamos deixar de blá-blá-blá e passar para a receita!

~/~ 

INGREDIENTES

* 3 xícaras de farinha de trigo com fermento
* 1 xícara (chá) de açúcar
* 200 gramas de manteiga
* 2 ovos
* 1 copo de iorgute natural (1 potinho de 170g)
* 1 xícara de leite condensado (1 lata)
* 2 xícaras de gotas de chocolate
MODO DE PREPARO

- Bata na batedeira a manteiga com o açúcar até ficar um creme claro.
- Adicione os ovos, um a um, e bata mais um pouco.
- Tire da batedeira, coloque a farinha de trigo peneirada e vá alternando com o leite condensado e o iorgute.
- Por último, acrescente as gotas de chocolate.
- Pré-aqueça o forno por uns 15 minutos. Encha as forminhas de papel um pouco acima da metade (3/4) e leve para assar por aproximadamente 15 a 20 minutos (ou até passar no teste do palito).
~/~

PREPARO (passo a passo com foto e comentários)



{Atenção!}
Primeira dica: é preciso usar os ingredientes sempre em temperatura ambiente! Os especialistas em bolos afirmam que utilizar os ingredientes na temperatura ambiente é um passo importante para fazer um bolo perfeito. Assim, antes de iniciar sua receita, retire os ingredientes que ficam na geladeira e deixem que cheguem na temperatura ambiente (principalmente a manteiga e os ovos).
#1. Bata na batedeira a manteiga (200 gramas) com o açúcar (1 xícara de chá)  até ficar um creme claro.
{Comentários}
- Tem que ser manteiga, não substitua por margarina. Como a receita não especifica, pode ser a manteiga normal - com sal (só uso a manteiga sem sal quando a receita pede).
- Açúcar: eu usei o refinado mesmo.
- Quando se está trabalhando com massa amanteigada, quanto mais se bater o açúcar com a manteiga melhor será o resultado final, deixando a massa mais fofa. Então, deixe esta mistura bater por no mínimo 5 minutos na batedeira, até que fique uma pasta bem cremosa. Eu costumo deixar uns 10 minutos batendo.




#2. Adicione os ovos (2 ovos inteiros), um a um, e bata mais um pouco.
{Comentários}
- Lembre que todos os ingredientes devem estar em temperatura ambiente, inclusive os ovos.
- Costumo deixar batendo mais uns 5 minutos, no máximo.



#3. Tire da batedeira, coloque a farinha de trigo peneirada (3 xícaras de farinha de trigo com fermento) e vá alternando com o leite condensado (1 lata) e o iorgute (1 potinho de 170g).
{Comentários}
- A mistura de manteiga, açúcar e ovos deve ser feita na batedeira. O restante dos ingredientes mistura-se manualmente (tire da batedeira e misture com um fuê).
- Essa receita é muito versátil! Você pode fazer várias alterações nela e ter como resultado sabores de cupcakes dos mais variados. Eu fiz o de massa branca com gotas de chocolate, mas você pode fazer também o de chocolate (até o de chocolate com gotas de chocolate – hummm).
- Se quiser fazer cupcake de chocolate em vez do com gotas de chocolate é só acrescentar nessa etapa da receita uma xícara de chocolate em pó. Atenção: a massa do cupcake de chocolate tem que ficar mais mole (acrescente um pouco mais de leite condensado ou iorgute).
- Além disso, você pode fazer cupcake com sabor de fruta, basta substituir o iorgute natural por suco de fruta concentrado. As outras variações da receita (cupcake de chocolate e cupcake de gotas de chocolate) eu já testei aqui em casa, falta só testar essa da fruta. Qualquer dia desse eu testo aqui e conto se prestou, ok?
- Atenção! Essa receita de cupcake usa farinha de trigo COM fermento (diferente da receita dos outros que ensinarei depois) – Cuidado para não confundir!
- Esse copo de iorgute natural você acha facilmente na sessão de iorgutes em qualquer supermercado. Ele vem num potinho de 170 gramas. É o iorgute natural, sem ser sabor de morango ou etc.
- Sim... quando misturar tudo, a massa ficará bem pesada! É assim mesmo!






#4. Por último, acrescente as gotas de chocolate (2 xícaras de gotas de chocolate).
{Comentários}
- Quanto as gotas de chocolate, a receita original mandava colocar apenas 1 xícara, mas acho que fica a gosto do freguês mesmo. Eu acrescentei 2 xícaras (só porque eu amo gotas de chocolate - kkk).
- Eu compro as gotas de chocolate em lojas especializadas em produtos de confeitaria (vem num saco enorme, dá para váááárias receitas!). Já andei procurando esse produto nos supermercados da minha cidade e nunca achei. Confesso que nunca testei essa receita com chocolate em barra picado (em substituição as gotas), não sei se presta. Quem não achar as gotas de chocolate para comprar e tiver a coragem de testar me avisa se prestou? :P
- Outro detalhe importante: deixe as gotas de chocolate no freezer por alguns minutos antes de as colocarem na massa. Uma vez eu fiz uma receita com as gotas de chocolate (sem elas estarem geladas) e todas elas simplesmente desceram e ficaram no fundo da forminha, um desastre! Ai aprendi esse “truque” de apenas as colocarem geladas na massa. Agora, antes de começar a preparar a receita, coloco elas no freezer esfriando um pouco e só retiro na hora de colocar na massa.




#5. Pré-aqueça o forno por uns 15 minutos. Encha as forminhas de papel um pouco acima da metade (3/4) e leve para assar por aproximadamente 15 a 20 minutos (ou até passar no teste do palito).
{Comentários}
- Cuidado: alguns erros eu cometi nessa fornada de cupcakes, mas agente aprende muito com os erros não é mesmo?! :]
a) Massa branca e de baunilha não deve ser deixada muito tempo no forno. Eu acabei deixando dourar um pouco mais em cima e o resultado foi a massa um pouco mais seca. Assim, se fizer o teste do palito e ele sair limpo (mesmo que não esteja muito dourado), retire do forno, senão a massa fica seca demais.
b) Na primeira fornada de cupcakes eu acabei enchendo apenas metade das forminhas [segunda e terceira foto]. Resultado: elas cresceram, mas não ficaram tão bonitinhas na forma de papel (ficou sobrando papel). Eu particularmente gosto quando os cupcakes ficam na medida certa da forma de papel, acho lindo. Então, se quiserem que fique assim, encham ¾ da forma mais ou menos [quarta e quinta foto].





Hum... olha como ficaram lindos os cupcakes! :]



{Essa receita rendeu 25 cupcakes grandes!}
Como essa postagem já está enorme, depois eu posto a receita da cobertura e aproveito para ensinar como rechear e cobrir, além de dicas sobre as forminhas de papel e alumínio. Aguardem! :*
Espero que tenham gostado!
Por hoje é só! :P
(Gostou?)
Curte ai a página do Diário De Uma Gulosa no Facebook!
Bye :*

2 de agosto de 2012

{Receita} Bolo de Laranja de Liquidificador



Vou logo dizer que eu amoooo receitinhas de liquidificador. A praticidade desse tipo de receita me encanta de verdade. Tenho anotado um monte de receitas assim que quero testar, mas aos poucos vou tirando do caderno! Hehehe

Quanto a esta receita especificamente, peguei de um programa de TV que eu adoro: Dia Dia (da Band), que passa durante a semana no período da manhã. Já me proibi de ligar a TV de manhã aqui em casa, pois com todos os programas de culinária passando eu acabo não conseguindo me desgrudar da telinha e perco a manhã todinha! Sou viciada! :X

Sim... voltando a receita de bolo de laranja. Eu já tinha feito anteriormente um daqueles bolos que apenas leva o suco da laranja, que fica muito gostoso também, mas que o sabor da laranja fica muito “fraco”. Essa receita, por outro lado, é super interessante: leva a laranja inteira (com casca e tudo), acreditam? O sabor da laranja fica bastante ressaltado, fica um bolo fofinho e não dá nenhum trabalho, pois só precisa jogar tudo no liquidificador, bater e já está pronto, quer mais facilidade que isso? Tem como não né?

Sei que vocês estão se perguntando se não fica amargo porque leva a casca. Eu já fiz essa receita duas vezes aqui em casa e em nenhuma delas o bolo ficou amargo, mas tem um segredinho para isso (já já conto!) e se não fizer direitinho, vai ficar amargo sim. Então prestem atenção!


 ~/~

INGREDIENTES

* 3 ovos
* 1 xícara (chá) de óleo de milho
* ½ xícara (chá) de leite
* 1 laranja pera (sem as sementes e a pela branca do meio)
* 1 xícara (chá) de açúcar
* 2 xícaras (chá) de farinha de trigo
* 1 colher (sopa) de fermento em pó



MODO DE PREPARO (Passo a passo - com foto!)

#1: Bata no liquidificador os 5 primeiros ingredientes descritos acima.
{Dicas! Eu faço assim: bato primeiro os líquidos - os ovos, o óleo e o leite. Depois coloco a laranja e bato por uns 5 minutos, no mínimo. Ai acrescento o açúcar e bato mais. Quanto mais bater, melhor fica, pois caso você não bata o suficiente vai ficar uns pedacinhos de casca no seu bolo}

Segredinho da laranja: Quem deu esta receita no programa foi uma culinarista que eu adoro: Ana Costa. Ela ensinou que o que dá o sabor amargo da laranja não é a casca, como todos pensam, e sim a semente e a parte branca que ficam no meio da laranja. E, também ao contrário do que eu achava, o que dá o verdadeiro sabor da laranja é a casca. Então, ela criou esta receita: um bolo "realmente" de laranja. Daqueles que precisa dar uma mordida só para descobrir o sabor da fruta. Para isso: você lava bem a casca da laranja, corta-a em pedaços menores, retire todas as semente e toda a “parte branquinha” do meio e pronto, é só jogar no liquidificador.





 #2: Em seguida, retire do liquidificador e misture com o auxílio de um fuê a farinha de trigo e o fermento em pó.
{Dicas! Não precisa mais bater a massa, aqui você só mistura até ficar uma mistura homogênea mesmo.}
Psiu... Gente, sei que é o óbvio falar isso, mas sempre que uma receita pede farinha de trigo (sem mencionar mais nada) e depois fala em fermento em pó (em separado), isto quer dizer que a farinha de trigo é aquela SEM FERMENTO. Sei que é muito óbvio isso, mas acreditem que tem gente que erra muito esse detalhe e que faz grande diferença no produto final.





#3: Leve para assar em forma untada e enfarinhada por uns 30 minutos ou até que doure e fique firme ao toque.
{Dicas! Você pode assar em forma de furo central que é a mais tradicional (e que eu usei) ou qualquer uma da sua preferência, só preste atenção no teste do palito.}






 # Depois de pronta é só jogar uma calda de chocolate da sua preferência (pode ser o tradicional brigadeiro) e sirva. Mega fácil não é? :P 
Hummmmm...






Por hoje é só pessoal!


(Gostou?)
Curte ai a página do Diário De Uma Gulosa no Facebook!
Bye :*

29 de julho de 2012

{Receita} Bolo Invertido de Banana


Banana... Banana... Banana...
Aqui em casa sempre tem banana, mas confesso que não sou uma grande fã da fruta. Descascar uma banana e comer ela assim por si só não é o meu forte, mas esse bolo de banana aí me conquistou de verdade.
Um dia, deparei-me com algumas bananas que já estavam bem maduras e que, se alguém não fizesse nada de bom com elas, iriam acabar na lixeira com certeza. Resolvi vasculhar na internet uma receita de bolo de banana e encontrei esta receita num site que eu adoro Panelaterapia (super recomendo!). Para falar a verdade, depois que fiz essa receita percebi que ela é bem a minha cara: bolo fofinho e com bastante caramelo (hum!). Digo logo, esta receita é super fácil e já entrou para o meu caderninho de receitas. 
Testem ai e me contem o que acharam!
Então vamos a receita! :*  

~/~


INGREDIENTES (da massa)

* 2 ovos
* 2 xícaras de açúcar
* 3 colheres (sopa) de óleo
* 2/3 xícara de leite morno
* 2 xícaras de farinha
* 1 colher (sopa) de fermento em pó
* ½ colher (chá) de canela em pó
* ½ banana amassada


MODO DE PREPARO (Passo a passo - com foto!)

#1. O primeiro passo dessa receita é preparar um CARAMELO. (Atenção! Sobre a quantidade de açúcar, água e bananas utilizadas nesse passo da receita, leia as anotações abaixo).
Leve o açúcar ao fogo e, em fogo baixo, espere ele derreter. Em seguida, jogue a água fervente (cuidado porque nessa hora espirra!) e vá misturando até formar uma calda homogênea. Cubra toda a forma com essa calda (também as laterais) e vá “colando” as bananas cortadas em tiras. Reserve um pouco enquanto você bate a massa do bolo.
{Dicas!}
- Detalhe básico: a receita original do site foi feita numa forma de bolo inglês (bem menor do que a minha) e só usava 3 colheres de sopa de açúcar com 3 colheres de água fervente. Como eu sou exagerada, achei que era pouco (até porque eu sempre gosto de usar uma forma grandona para deixar o bolo mais baixo e mais recheado) e usei 2 xícaras de açúcar. Aprendi a lição: é muito! Hehehe Um é pouco e o outro é demais. Na próxima vez que for fazer a receita eu usarei a medida de 1 xícara de açúcar e ½ xícara de água bem quente e acho que ficará perfeita! Qualquer coisa aviso a vocês, mas fiquem atentas a esta questão da calda.
- Igual a calda de pudim, você pode escolher entre fazer a calda numa panela a parte e depois jogar na forma que vai ao forno, ou você pode fazer diretamente nela. Confesso que me queimo toda que se for fazer o caramelo na própria assadeira. Então, eu prefiro a primeira opção: faço em uma panela normal (mais fácil de manusear) e depois de pronta jogo a calda na forma de bolo e vou espalhando com uma colher. Mas escolham a preferência de vocês ai!
- Se ainda ficarem alguns “gruminhos” de açúcar não se preocupe, quando a calda for ao forno eles vão desaparecer.
- Quanto a quantidade de bananas usadas, é preciso mais uma observação. A quantidade de bananas depende do tamanho da forma que vai ser utilizada. Eu sinceramente não lembro quantas bananas usei para forrar a assadeira. Na verdade, faltou banana! Devia ter colocado banana também nas laterais da forma, mas eu só não coloquei porque as minhas bananas acabaram! hehehe. Não esqueça que as bananas devem estar bem maduras! :*




#2. O segundo passo é preparar a massa do bolo. Na batedeira, bata os ovos (2 ovos) e o açúcar (2 xícaras) por uns 5 minutos. Depois acrescente o óleo (3 colheres de sopa) e bata mais um pouco. Ainda batendo, junte alternadamente o leite morno (2/3 de xícara) e a farinha (2 xícaras).  Coloque também meia banana amassada e bata. Por fim, coloque o fermento em pó (1 colher de sopa) e a canela (1/2 colher de chá), misture bem. Coloque por cima das bananas e leve para assar em forno médio, até dourar e passar no teste do palito.
{Dicas!}
- Observe que a forma do bolo não é untada do jeito tradicional. O que “unta” a assadeira é a calda (e nada mais!).
- Na receita do site, essa meia banana que foi utilizada na massa foi o que sobrou das bananas que usaram para forrar a forma. No meu caso, não sobrou banana nenhuma (faltou inclusive!), mas mesmo assim eu separei meia banana para utilizar na massa, para manter a essência do bolo.



# Esse bolo deve ser desenformado ainda quente. Tire do forno, espere uns 5 minutos só para não queimar a mão e desenforme (sai com facilidade).
{Menina do céu, o cheiro desse bolo depois de desenformado incendiou a casa que ninguém aguentou esperar esfriar, comemos ainda morninho, que delícia!}








Por hoje é só pessoal!

(Gostou?)
Curte ai a página do Diário De Uma Gulosa no Facebook!
Bye :*

11 de julho de 2012

{Receita} Carne acebolada com shoyu




Well... well... wel...
Nada melhor do que abrir o meu blog com esta receita M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.A!  

Saibam que, dentre as receitas que fazem sucesso na cozinha aqui de casa, sem sombra de dúvidas, a receita da carne acebolada com shoyu ganhou grandes admiradores! Desde a primeira vez que testei a receita, ela se tornou figurinha carimbada nos almoços dos finais de semana. Toda vez que chega uma visita aqui, advinha qual o cardápio que ela escolhe? :P 
Vale a pena testar! (Façam e depois me contem o que acharam!) 

PSIU! Antes de repassar a receita, deixa eu comentar uma coisa com vocês! É bem verdade que sou louca por carne acebolada ao estilo chinês. Devido a essa minha paixão, passei um tempão procurando uma receita que chegasse aos pés das carnes que eu comia em restaurantes chineses. Achei uma receita do Sabor Da Gente (se quiser ver a receita -> clique aqui!). Testei essa receita, seguindo fielmente os passos dela. No entanto, não gostei tanto do resultado como eu esperava! Fica muito boa sim, e inclusive fica bem parecida com algumas das carnes aceboladas que já comi por ai. Só que refiz esta receita, modificando algumas proporções e consegui um resultado muito mais vantajoso. Duas coisas me incomodavam na receita original: a carne ficou um pouco mais dura e o molho um pouco mais ralo! Ai veio a luz (“tharam”): deixei a carne bem mais tempo no fogo para amolecer. Isso fez a cebola derreter toda (todinha) e formar um caldo mais grosso e bem gostoso. Sendo assim, surgiu a necessidade de acrescentar mais cebola. Resultado: carne bem molinha com uma cebola bem docinha e um molho super delicioso. Vai perder? Claro que não... Então vamos a receita!

~/~

INGREDIENTES

* 1kg de alcatra
* 1 colher (de sopa) cheia de Aji-no-moto (glutamato monosódico)
* ½ colher (de chá) de sal
* ½ colher (de chá) de pimenta do reino
* ½ colher (de chá) de açúcar
* 1 clara
* 2 colheres (de sopa) de amido de milho (maisena)
* 1 kg de cebolas fatiadas
* 10 colheres de sopa de óleo de soja
* 3 xícaras (de chá) de água
* Molho shoyu a gosto (no mínimo 12 colheres de sopa cheias)


MODO DE PREPARO (Passo a passo - com foto!)

#1: Corte a carne em tirinhas finas.
{Dicas! A receita é calculada em cima de 1kg de carne. Sinceramente não testei fazer com metade da receita, mas a carne fica tão boa que aconselho a fazerem a receita toda. Garanto que não vai sobrar nadinha! Hehehe}



#2: Comece temperando a carne! Coloque o sal (½ colher de chá), a pimenta do reino (½ colher de chá), o açúcar (½ colher de chá) e o aji-no-moto (1 colher de sopa cheia).
{Dicas! Cuidado com o sal, porque o shoyu é bastante salgado! Coloque a quantidade indicada e, se precisar mais, corrige o sal depois. Quanto a pimenta do reino, a quantidade é a gosto mesmo, se gostar de comida um pouco mais apimentada, pode acrescentar mais! Para mim, ½ colher de chá é suficiente e dá um gostinho especial!}



#3: Misture bem a carne com os temperos e deixe descansar por um tempo para a carne pegar o sabor (no mínimo 30min).
{Dicas! Aproveito o tempo que a carne está descansando e já vou cortando as cebolas!}




#4: Depois de a carne descansar, acrescente a maisena (2 colheres de sopa) e a clara. Misture e reserve. Em seguida, coloque o óleo de soja (10 colheres de sopa) numa panela para esquentar.





#5: Quando o óleo estiver bem quente, jogue a carne. Mecha a carne até que ela fique esbranquiçada (é rápido isso).  
{Dicas! A ideia aqui é de que ao jogar a carne no óleo bem quente (quente mesmo), ela sela e fica mais suculenta. Sinceramente... não sei se é verdade, apenas segui a receita original nessa parte. Não parei ainda para pesquisar isso! Quando eu souber, aviso aqui ok?}



#6: Assim que a carne estiver bem branquinha, acrescente a metade da cebola fatiada (500 gramas). Refogue uns minutos e depois jogue a água (3 xícaras de chá). Deixe fervendo por uns 5 minutos.
{Dicas! Quanto a cebola, preciso fazer algumas considerações aqui. Toda vez que digo que utilizo nessa receita 1kg de cebola para 1kg de carne, o pessoal se admira e até chega a duvidar se não é demais. Acreditem em mim: é a quantidade perfeita! Na receita original, leva menos de 500 gramas de cebola, só que, como disse anteriormente, a receita fica poucos minutos no fogão (o que é bom para cebola, que fica mole, mas é ruim para carne, que fica dura). Eu então testei fazer desse jeito que estou ensinando e deu super certo. Essa quantidade de cebola vai derreter, conforme você verá mais adiante!}




#7: Então, acrescente o molho shoyu (12 colheres de sopa cheias) e deixe cozinhar bastante (no mínimo 35 minutos, ou até a carne amolecer), sem esquecer de mexer de vez em quando.
{Dicas! Depois que colocar o shoyu você precisa deixar a carne cozinhar bastante. Eu gosto da carne bemmm molinha e saborosa, então deixo cerca de 45 minutos (e vou provando!). Você pode deixar uns 35 minutos e depois provar a carne, se estiver ao seu gosto, passe para a próxima etapa, caso contrário, deixe fervendo mais!}



#8: Depois de ferver bastante, a carne estará mais molinha e toda a cebola colocada anteriormente derreteu. Prove, então, o sal e se necessário coloque mais shoyu.
{Dicas! O pessoal aqui de casa (inclusive eu) gosta de uma comida um pouco mais salgada. Ai, nesse ponto da receita, eu ainda acrescento umas 4 a 6 colheres de shoyu. No entanto, a quantidade deste molho depende do “gosto do freguês”. Vá colocando aos poucos e provando até achar a “sua” medida certa.}
  



#9: Em seguida, acrescente o restante da cebola (500 gramas) e cozinhe por uns minutos até a cebola ficar molinha e bem docinha (não demora mais que 10 minutos)! Depois, é só servir! HUM!








#Hum! Que tal essa carne? Uma perdição né?
Olha ai uma fotinha dela já no prato, pronta para ser devorada, alguém quer? :P



Por hoje é só pessoal!


(Gostou?)
Curte ai a página do Diário De Uma Gulosa no Facebook!
Bye :*